Foto: Divulgação

Marco Aurélio Assef, candidato a presidente do Flamengo, divulgou um programa de sócio-torcedor que prevê vantagens para o associada da Gávea. Dessa forma, após o anúncio, a iniciativa em caso de vitória do concorrente gerou polêmica na internet, com muitas críticas da torcida. Confira a proposta:

Imagem
Foto: Reprodução / Twitter

Segundo os torcedores, a proposta do candidato a presidente do Flamengo privilegia o sócio estatutário do Flamengo, que é minoria em relação a Nação Rubro-Negra. Nesse sentido, internautas lembraram sobre a exclusão de torcedores de fora do Rio de Janeiro, que configura a maioria dos 40 milhões de flamenguistas.

Mais cedo, outra publicação de um grupo político rubro-negro também repercutiu negativamente entre os torcedores. Em celebração ao mês da Consciência Negra, o “Flamengo da Gente” inicio uma campanha para homenagear jogadores de futebol negros de outros clubes. A primeira publicação sobre o goleiro Jefferson, ídolo aposentado do Botafogo, não foi bem recebida pelo público rubro-negro na web.

Enquanto dentro de campo o clima não é nada ameno, no campo político dá para dizer o mesmo, simplesmente por ser ano eleitoral. Até mesmo a chapa do atual mandatário, Rodolfo Landim, a situação é tensa. Por causa dos recentes resultados do Fla, assim como a crise entre Departamento Médico e Departamento de Futebol colocaram Marcos Braz em processo de fritura na diretoria do Flamengo. De acordo com o jornalista Renato Maurício Prado, o vereador e vice presidente do clube não deve continuar em caso de reeleição de Landim.

Por fim, o elenco retorna para o Rio de Janeiro com o objetivo de iniciar a preparação de olho na partida contra o Atlético-GO pelo Brasileirão. O rubro-negro vem de um empate em 2 a 2 com o Atlhetico-PR, que frustrou os planos de se aproximar do líder Atlético-MG.

Twitter: @Victor_Andrade4.

Comentários do Facebook