Foto: Divulgação

Teve Baile de Rebeca em Liverpool e foi baile de ouro! Nesta quinta-feira, a rubro-negra de 23 anos conquistou o ouro inédito para o Brasil no individual geral do Mundial de ginástica artística. A campeã olímpica entrou para a história e se tornou a primeira brasileira campeã mundial da prova mais tradicional da modalidade. Rebeca é a nova a número 1 do mundo.

 

Somando 56,899 pontos, Rebeca foi brilhante na final desta quinta. Esteve na frente ao final de cada rotação. O talento da menina da Gávea é tão grande que ela conseguiu um ponto e meio de vantagem para a americana Shilese Jones, que ficou com a prata – diferença maior do que uma queda. A britânica Jéssica Gadirova ficou com o bronze (55,199).

 

Rebeca quebrou a hegemonia de Estados unidos, Rússia e Romênia e fez o Brasil ser apenas o oitavo país com um título de ginasta mais completa de um Mundial. Jade Barbosa já havia sido bronze, em 2007, mas o topo do pódio é uma novidade para o Brasil.

 

Rebeca Andrade começou pelo salto. A campeã olímpica anotou 15.166 pontos. Na sequência, Rebeca foi para as barras assimétricas. A brasileira cometeu alguns erros, mas arrancou um 13.800 dos juízes. Na terceira rotação, Rebeca Andrade abriu o aparelho e conseguiu 13.533 pontos. Na última rotação, faltava justamente o solo, seu Baile de Favela, para a consagração. Ela brilhou, levou o público ao delírio e conseguiu 14.400 pontos para ficar com 56.899 no total.

 

“Esta medalha significa todo o meu trabalho, da equipe multidisciplinar, das meninas da equipe que me dão apoio. Estou muito orgulhosa de mim e de todas as meninas. Sei o quanto trabalhamos para estar aqui. É um orgulho enorme. Estou muito feliz com a minha evolução como atleta”, festejou.

 

Dona de duas medalhas nas Olimpíadas de Tóquio, Rebeca aumentou para três a coleção de medalhas em Mundiais – foi campeã do salto e prata das barras assimétricas no ano passado. E ela ainda vai voltar à arena de Liverpool para buscar mais três pódios no fim de semana, nas barras, na trave e no solo.

Comentários do Facebook