Foto: Divulgação/Flamengo

O Flamengo encerrou no sábado (01) o leilão das camisas utilizadas pelos jogadores no título da Supercopa do Brasil. O Mais Querido empatou no tempo normal e venceu nos pênaltis o Palmeiras. O clube arrecadou € 27.263 mil, cerca de R$ 175 mil, com a venda das 23 camisas.

O Flamengo informou que todo o dinheiro arrecadado será repassado à “Nação Solidária”, um programa do departamento de Responsabilidade Social do clube. Esse projeto tem como objetivo combater os impactos causados pela pandemia.

De acordo com o clube, 18 camisas foram arrematadas por torcedores e colecionadores do Brasil, quatro dos Estados Unidos e um da Alemanha. A peça mais cara foi de Diego Alves, herói do título, que custou € 3.888, cerca de R$ 25,5 mil.

“Este leilão foi mais uma das ações que o marketing tem procurado fazer para colaborar com o programa “Nação Solidária”. Uma arrecadação desse nível vai permitir aumentar ainda mais o importantíssimo trabalho que tem sido feito pela nossa Vice Presidência de Responsabilidade Social junto à diversas comunidades carentes. Além disso, esse leilão internacional foi mais uma maneira de mostrar para o mundo a força da nossa marca” – comemorou Gustavo Oliveira, VP de Comunicação e Marketing rubro-negro.

 

Comentários do Facebook